“Não somos escravos do nosso passado!” diz Kisser


Taking of this photo was in cooperation with M...

Em uma aparição no programa esportivo de rádio “Jitball” (Bulgária) no último dia 6 de fevereiro, Andreas Kisser (guitarrista do SEPULTURA) foi questionado sobre as baixas vendas na primeira semana de lançamento do novo álbum “A-Lex”. “Pois é, para uma banda como a nossa com 25 anos de história, não importa tanto se vendemos muito ou pouco,”, retrucou Andreas. “É algo que acontece com todas as bandas, especialmente em um período onde vivemos uma transição tecnológica”.

“Quando o Sepultura começou, tínhamos apenas fax. Agora você tem celular e a Internet e todo esse lance de downloads. As vendas de fato caíram bastante com isso. Mas acontece com todo mundo. E as pessoas vêem apenas o que Max (Cavalera, frontman original do SEPULTURA) e Igor (Cavalera, baterista original) estão fazendo depois da saída deles do grupo. As pessoas precisam abrir mais suas cabeças, sem preconceitos ou saudosismo. Não somos escravos do nome da banda. Recriamos o Sepultura todos os dias. Este é o presente”.

“Não somos escravos do nosso passado. O respeitamos, tocamos tudo o que já fizemos, mas ‘A-Lex’ está recebendo uma resposta muito boa também. Estamos bem nas paradas pela Europa. No Brasil, vendeu mais de 5 mil cópias em menos de uma semana. Você entende, na América – eu acabo de receber um e-mail dizendo que estamos na posição 80 ou 60 na Billboard, algo assim. Não é algo positivo, mas você sempre verá gente falando merda. É parte de se estar no SEPULTURA. E estou falando que isso acontece desde o primeiro dia, mesmo antes de eu entrar na banda. A banda foi fundada em Belo Horizonte, uma cidade muito religiosa no Brasil. Desde os velhos tempos escutamos merda. Sempre! Todos os dias!”

Leia a entrevista completa (em inglês) transcrita no site da emissora de rádio búlgara neste link.

Via Whiplash

Reblog this post [with Zemanta]
Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s