Guitar Hero World Tour por 1.199 reais no Walmart

Guitar Hero World Tour

Não, eu não fui pago eu ganhei nada para falar do Walmart aqui, mas como um jogador eu senti que deveria espalhar a notícia. O site da empresa está vendendo o GH WOlrd Tour para PS3, PS2 e XBOX 360 por 1.199 reais. Não que isso seja uma pechincha, longe disso, mas o preço do game gira en torno de 1799 reais. Uma bela economia não? Se tiver interesse em comprar clique aqui

Protecionismo ou miopia?

Não é de hoje que vemos ações do governo que deixam a desejar. Mas há algum tempo venho acompanhando o Projeto de Lei 300/2007 pelo deputado Carlito Merss (PT-SC) para estender a Lei da Informática (8.248) aos consoles e jogos. Assim como 53 milhões de brasileiros1 eu também jogo videogame todo mês, e acho mais que abusivo as taxações sobre games por aqui. Um game que custa 49U$ chega aqui por quase R$300. Os consoles em si então nem se fala. O Xbox 360, por exemplo, custa 299 dólares e aqui se vende nos shoppings a 2.000 reais! Agora o que eu não entendo mesmo é o que o governo quer proteger com essas taxas. Ou eles apenas querem recolher mais dinheiro para os cofres públicos. Eu realmente não sei. Podemos ver um boom do mercado nas terras tupiniquim com a entrada da Ubisoft aqui e outros estúdios de games demonstrando interesse na nossa mão de obra. O que me chamou a atenção foi algumas matérias que saíram sobre o mercado demonstrando que faculdade agora estão formando pessoas qualificadas na programação dos jogos, e o mais legal é ver que a galera faz uns jogos bem legais com os poucos recursos que possuem. Imagina se fosse algo incentivado pelo governo, um novo setor iria surgir, permitindo mais pessoas terem acesso a tecnologia e gerando mais emprego. O triste é que estamos virando um país exportador, assim novamente nos posicionamos como uma colônia que possui mão de obra barata e produção de alta qualidade. No ano de 2007 28,77% da nossa produção era exportada, o ano passado foi para 43,31%2. O ponto ruim não é exportar, mas sim que os profissionais bons como não recebem benefícios e salários a altura dos países desenvolvidos acabam migrando, e aqui vira mais uma vitrine do que um local para se desenvolver games.

Mas infelizmente não é assim que nossos políticos pensam, não vou apontar o dedo e culpar alguns indivíduos porque isso sinceramente não mudaria nada. Agora é impossível que eles não percebam que esse volume de pirataria (aproximadamente 94% dos games aqui no Brasil) é fruto de uma política protecionista que no fundo não está protegendo nada! Colocar comerciais mostrando o moleque comprando um game pirata e a grana indo para o traficante não faz mais sentido! Por 2 motivos: 1) hoje os jogadores baixam os jogos na internet e não compram mais, assim o único malefício é para a produtora que no final não tem nada a ver com as nossas políticas mal geridas 2) Muitos games são pirateados porque nem chegam no Brasil, visto que as produtoras olham para cá e nem se dão ao trabalho de vender por aqui porque sabem que o preço é impraticável.

Porque não pegar essa grana gasta em campanhas antipirataria e investir em projetos que auxiliem a baixar essa taxação? Ou vocês acham que nós consumidores vamos torrar 300 reais em um jogo, só para auxiliar no combate a pirataria? Eu desisti dos consoles a algum tempo, por causa dos preços, assim optei por jogar PC. Os games custam 100 reais e sinceramente não acho barato, mas consigo comprar o que eu mais gosto. Já devo ter uns 30 jogos em minha coleção. Mas pagar 300 reais é loucura.

O que eu acho mais alarmante é não perceber como o mercado está ficando vulnerável diante dessa política “protecionista”. Pegando o mercado de games para PC, o serviço de download de jogo Steam que em alguns dias oferece jogos a 5U$, e jogos realmente bons! Não faz sentido impor ao país leis da época da exportação do café quando vivemos em um mundo globalizado. Se a pessoa tem um cartão de crédito internacional ela compra o jogo por 5U$ (aproximadamente 12 reais) sendo que no shopping ela pagaria 100 reais pelo mesmo produto. Agora me diga, essas leis estão protegendo ou expondo os produtos vendidos por aqui?

Espero que pelo menos algum político leia esse texto e tenha consciência do erro que o governo está cometendo impondo essas taxas abusivas.

Se você se sente como eu, por favor, comente!

Fontes

1 – Marplan Outubro de 2008

2 – Abragames – Um mapeamento do crescimento do setor nos últimos 4 anos.


Por favor repassem esse texto na internet vamos ser escutados!!!

Mais uma boa notícia para os games no Brasil

IMG_2443
Image by peemmfivekay via Flickr

Após a entrada da Ubisoft e o projeto de lei que extende o incentivo fiscal aos games (que agora está nas mãos de Palocci, tomará que ele assine esse negócio logo) a Warner anunciou que irá distribuir jogos por aqui.

Até então, a distribuição dos títulos da Warner era feita, em alguns casos, através de importadores. De acordo com Cleyton, com o processo nas mãos da própria empresa, o tempo entre o lançamento nos Estados Unidos e a chegada dos jogos no Brasil deve diminuir – e, possivelmente, os preços também. A operação de distribuição vai ser feita Videolar.

Porém, para o executivo o maior benefício são os investimentos que passam a ser feitos no mercado local: “O movimento para formalizar o mercado pode ajudar o Brasil a igualar-se ao México, hoje o principal mercado de games da América Latina”, acredita. Cleyton não se assusta com os altos índices nacionais de pirataria: “A pirataria já existe e não pode aumentar; então, vamos buscar fazer a nossa parte para melhorar o negócio legal”.

Valores

A princípio, a Warner pretende exercer a seguinte margem de preço no país:

. PC – R$ 99
. PS3 – R$ 199
. X360 – R$ 199
. Wii – R$ 199
. DS – R$ 159
. PSP – R$ 159
. PS2 – R$ 159

Cleyton destaca, no entanto, que são preços médios, que podem eventualmente variar, para mais ou para menos, principalmente devido ao câmbio do dólar. Afinal, os jogos serão importados, com exceção do PC, que será prensado aqui, assim como os de PlayStation 2, este último conforme informação apurada pelo UOL.

Agenda

Veja a agenda inicial de lançamentos da Warner para o Brasil até o mês de junho (as datas estão passíveis de alteração):

Março

. F.E.A.R. 2 (PC, PS3, X360)
. Shellshock 2: Blood Trails (PC, PS3, X360)

Abril

. Wanted (PC, PS3, X360)

Maio

. Battlestations: Pacific (PC, X360)
. FUEL (PC, PS3, X360)

Junho

. Batman: Arkham Asylum (PC, PS3, X360)
. Operation Flashpoint 2: Dragon Rising (PC, PS3, X360)
. Terminator Salvation (PC, PS3, X360)

Outubro

. Mini Ninjas (PC, PS3, Wii, X360, DS, PSP)

Junho vai ser mostro para os games

Lançamentos para o Mês de Junho de 2009

TITLE: The Sims 3
GENRE: Simulator
PLATFORM: PC
RELEASE: 02/06/2009
DEVELOPER: EA Games
US PUBLISHER: Electronic Arts
UK PUBLISHER: Electronic Arts
NORDIC PUBLISHER: Electronic Arts
ONLINE PLAY: No

TITLE: Street Fighter IV
GENRE:Fighting
PLATFORM: PC
RELEASE: 02/06/2009
DEVELOPER: Capcom
US PUBLISHER: Capcom
UK PUBLISHER: Capcom
NORDIC PUBLISHER: Capcom
ONLINE PLAY: yes

TITLE: Bionic Commando
GENRE: Action
PLATFORM: PC
RELEASE: 02/06/2009
DEVELOPER: Grin
US PUBLISHER: Capcom
UK PUBLISHER: Capcom
NORDIC PUBLISHER: Capcom
ONLINE PLAY: Yes

TITLE: Batman: Arkham Asylum
GENRE: Action
PLATFORM: PC
RELEASE: 09/06/2009
DEVELOPER: Rocksteady Studios
US PUBLISHER: Eidos Interactive
UK PUBLISHER: Eidos Interactive
NORDIC PUBLISHER: Eidos Interactive
ONLINE PLAY: Yes

TITLE: Jumpgate Evolution
GENRE: MMORPG
PLATFORM: PC
RELEASE: 16/06/2009
DEVELOPER: Netdevil
US PUBLISHER: Codemasters
UK PUBLISHER: Codemasters
NORDIC PUBLISHER: Codemasters
ONLINE PLAY: Yes

TITLE: Spore: Galactic Adventures
GENRE: Simulator
PLATFORM: PC
RELEASE: 23/06/2009
DEVELOPER: Maxis
US PUBLISHER: Electronic Arts
UK PUBLISHER: Electronic Arts
NORDIC PUBLISHER: Electronic Arts
ONLINE PLAY: TBA

Outros:

Storm of War: Battle of Britain – MMORPG – 01/06/2009
Champions Online – Simulation – 02/06/2009
Majesty 2: The Fantasy Kingdom Sim – Strategy – 09/06/2009
Transformers: Revenge of the Fallen – Action – 15/06/2009
Strategy 3 Pack(Great War Nations: The Spartans,Seven Kingdoms Conquest and Golden Horde) – Strategy – 16/06/2009
Ghostbusters – Action – 16/06/2009

Via Gamesbrasil/Uol

Bioshock 2, imagem das Bigsister

Não sei se vocês estão acompanhando, mas começou a rolar na net um rumor que o próximo Bioshock traria Big Sisters. Para quem não jogou o primeiro os Big Brothers eram humanos alterados através de várias experiencias que protegiam as little sisters. E eles eram extremamente fortes. Meio que um chefe da fase, se não soubesse enfreta-los era melhor nem mexer com eles. Agora a nova surpresa é a presença da Big Sisters. A Gameinformer trouxe na capa da revista a primeira ilustração da personagem, e ficou animal!

https://i2.wp.com/cache.gawker.com/assets/images/kotaku/2009/03/gi_bioshock2.jpg

O enredo ainda não foi detalhado, nós próximos dias espera-se que saiam mais informações. Fiquem ligados!

Curiosidade dos games (parte 2)

https://heavygamesociety.files.wordpress.com/2009/03/virtual-console-fanart-copy.png

Números nos games

6 milhões é o investimento médio para a produção de um game de sucesso

50 é a média de pessoas que trabalham no desenvolvimento do jogo

32 meses é a média de tempo que demora para desenvolve-lo

6 meses é o tempo que demora para desenvolver uma engine

5 terabytes é o tamanho dos arquivos digitais gerados durante o desenvolvimento do game

Fonte: http://www.notsotrivial.net/blog/

Wallpaper muito loco

https://i0.wp.com/interfacelift.com/wallpaper_beta/D75698fa/01514_photoshopgeek_1280x1024.jpg

Estava navegando na net e encontrei esse wallpaper. Achei muito legal, tem em várias resoluções é só ir no InterfaceLIFT e escolher a que você quiser.

Abs